A terra do povo mais feliz do Brasil!

Vítimas em hospital morreram por asfixia e desligamento de aparelhos.

171

A diretora do IML (Instituto Médico-Legal) do Rio, Gabriela Graça, afirmou, na tarde desta sexta-feira, que nenhuma das dez pessoas mortas no incêndio no Hospital Badim, na tarde de ontem, foram causadas pelo fogo. Segundo ela, as necrósias identificaram que parte das vítimas morreu de asfixia, enquanto outras tiveram complicações por conta do desligamento de aparelhos que as mantinham vivas. Gabriela Graça falou rapidamente com a imprensa na porta do IML central, em São Cristóvão, zona norte do Rio, ao lado de Gisele de Lima Pereira, subsecretária de Gestão Administrativa da Polícia Civil, que coordena área de polícia técnica.

Segundo Gabriela, nenhuma das vítimas foi carbonizada, mas houve casos de corpos atingidos pelo fogo. “[Há corpos] Não completamente [atingidos], mas de alguma forma, sim”, explicou.

Gisele disse que toda a estrutura da polícia técnica —que além do IML, envolve as equipes de perícia — da Polícia Civil foi mobilizada e está sendo mantida de prontidão por conta da tragédia. No IML, dez peritos reforçam a equipe. Também foram ampliados os contingentes de papiloscopistas, auxiliares de necropsia, técnicos de necropsia e de policiais civis de serviço.

fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/09/13/vitimas-em-hospital-morreram-por-asfixia-e-desligamento-de-aparelhos.htm

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.