Pe. Robson de Oliveira diz que sempre esteve à disposição da Justiça em investigação de corrupção.
Sem luta não há vitória

Pe. Robson de Oliveira diz que sempre esteve à disposição da Justiça em investigação de corrupção.

173

 O ex-reitor do Santuário do Divino Pai Eterno, Pe. Robson de Oliveira, se pronunciou na noite de sábado a respeito da operação deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) que investiga suposta corrupção na Associação dos Filhos do Pai Eterno (Afipe) e afirmou que sempre esteve e continua “à disposição” da Justiça.

Na sexta-feira, 21 de agosto, o MP defalrgou a operação “Vendilhões”, que investiga suposta organização criminosa, apropriação indébita, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e sonegação fiscal, envolvendo diretores da Afipe. Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, inclusive em imóveis ligados a Pe. Robson, que é fundador e até então presidente da Afipe e reitor do Santuário de Trindade (GO).

Diante desse fato, o sacerdote pediu o afastamento da reitoria do Santuário de Trindade e da presidência da Afipe, “para contribuir com a investigação”, conforme informaram em uma  “Carta aos devotos do Divino Pai Eterno” a Arquidiocese de Goiânia e a Província dos Missionários Redentoristas de Goiás.

Este afastamento foi confirmado pelo próprio Pe. Robson em vídeo publicado em suas redes sociais na noite de sábado, 22 de agosto. “Devido à situação na qual fui colocado, entendi que o melhor caminho seria eu me afastar temporariamente da reitoria do Santuário Basílica de Trindade e também da presidência da Afipe”, disse o sacerdote.

https://www.facebook.com/watch/?v=652745135364492&extid=zdHk7rW952lTwxas

“Eu sempre estive e continuo à disposição do Ministério Público. Por isso, esse meu pedido de afastamento vai me permitir colaborar com as apurações da melhor forma e com a total transparência, para que seja confirmado que toda doação que fazemos ao Pai Eterno – terços rezados, o dinheiro doado, tempo, carinho, trabalho empregado na evangelização – foi toda, repito, toda empregada na própria associação, na Afipe, em favor da evangelização”, acrescentou.

O redentorista declarou que seu “coração está sereno e confiante de que tudo será esclarecido o mais breve possível”. “Sabemos que a vida é feita não somente de alegrias, mas também de provações. O meu caminho nessa missão evangelizadora nunca foi fácil”, afirmou, ao indicar que sempre carregou “muitas cruzes”.

Entretanto, disse Pe. Robson, “confiante na misericórdia de Jesus que tanto sofreu por nós, eu sempre acreditei nessa obra e no poder do Divino Pai Eterno. Por isso, eu nunca desisti e agora, nesse momento de provação, eu tenho certeza de que esta obra não vai ser abalada, porque Deus é nosso Pai e nunca desampara seus filhos”.

Por fim, o sacerdote pediu aos devotos do Pai Eterno que “permaneçam unidos em oração”, pedindo “para que tudo seja resolvido com maior brevidade possível, para deixar sob a luz divina a verdade”.

fonte: https://www.acidigital.com/noticias/pe-robson-de-oliveira-diz-que-sempre-a-disposicao-da-justica-em-investigacao-de-corrupcao-59042

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais